“Choro muito? Foi limpeza da alma. Agora recomeça.”
Mac Muller para Letícia Muller      
“É, Zé… Cada vez mais, você tem se mantido distante de mim. Mas a culpa não é sua, Zé, eu sei. Você me disse que pólos iguais se repelem. Você é negativo e eu também. Você é diferente e eu também sou. Não te culpo, porque não foi por falta de aviso. Mas com aviso ou sem aviso, sendo igual ou diferente, não deixarei que tudo isso continue assim. Irei quebrar as leis da física, se você me permitir, é claro. Por você eu perco a razão, por você eu não sigo nenhum padrão. Por você, ah, Zé, por você…”
Cartas para Zé 
“Ela era do tipo que adorava cheirar flores. Ele era do tipo “não sou flor que se cheire”.”
A Escritora de Bar.    
“Lugares lotados de mentes tão vazias.”
Séculos   
“Dormir. Para a dor ir.”
Eu me chamo Antônio.    
“Quero uma pessoa de alma pura, de sentimento verdadeiro, sem medo de cometer erros. Eu quero alguém para conversar sobre tudo, mas que principalmente eu goste de escutar. E quando precisar, que o silêncio seja mutuo e não incomode. Eu quero alguém que se importe com a força do pensamento, alguém que toque violão pra mim, que entrelace os dedos nos meus e sinta toda minha energia. Quero alguém que me entenda por olhares, que não ligue para as roupas que visto, que ande de ônibus e mesmo assim não perca a alegria de viver.Quero um homem sendo o melhor que pode ser, mas que não faz nem um esforço para isso. Quero alguém que goste de poesia, que escreva comigo e que ria dos nossos devaneios, só que baixinho para ninguém escutar. Quero um “clássico do rock” sob medida, que goste de filmes de romance e livros da Agatha Christie. Quero que tudo seja natural e que nada nos prenda a não ser o respeito que termina em beijo e o vento nem o tempo podem separar.”
Troverai.

mists